quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Lei Maria da Penha

A Lei Maria da Penha completou 3 anos no dia 7 de agosto de 2009. Seu objetivo é fazer com que casos de violência doméstica e familiar contra a mulher não fiquem impunes. Antes do texto ser sancionado, o agressor pego em uma situação de flagrante era conduzido a uma delegacia, respondia um termo circunstancial de ocorrência e era liberado. Hoje, ele fica preso em flagrante delito. Quando não há flagrante, é preciso pedir que a Justiça determine medidas para dar proteção a mulher, como afastar o agressor da casa, garantir a pensão alimentícia para os filhos e, em caso de risco de morte, levar a vítima para um abrigo.
A farmacêutica Maria da Penha Fernandes (cearense), é a cidadã que deu nome à Lei 11.340/2006 (Lei Maria da Penha), por ter sido vítima de agressões. Violência doméstica, que sofreu por parte do ex-marido, três tentativas de assasinato, onde a ultima a deixou paraplégica
As mulheres continuam sendo maiores vítimas de agressão física, independente da faixa etária, escolaridade e renda.
A incidência de estupros continua assustadora, o constrangimento da situação ainda impede algumas mulheres de denunciar. Algumas pessoas não querem procurar a delegacia. Imagina narrar um estupro? É muito constrangedor. Então ela procura diretamente os hospitais, no entanto ha um alerta: É importante que a mulher denuncie porque esse cara pode ter estuprado outras mulheres. No caso de estupro, 54,8% das vítimas conheciam o criminoso. A incidência de estupros continua assustadora. Isso desmascara a realidade. No ano passado, foi registrada uma média mensal de 107 vítimas de estupro, o que corresponde a quatro vítimas por dia. Apesar disso, houve uma diminuição de 9,7% na incidência de estupros. A divulgação dos direitos da mulher e da legislação ajudam a mulher a ter coragem para denunciar. Há muitas mulheres que podem deixar de denunciar, porque há mulheres que são dependentes do marido e, com a prisão, ele para de trabalhar.
A cidade de Garanhuns foi contemplada com uma Delegacia da Mulher, pedido acatado pelo então Governador do Estado Eduardo Campos, através de uma grande mobilização politica realizada pelo grupo de Mulheres Pró-Mulher , junto com a sociedade civil, Igrejas, comerciarias, estudantes, enfim, pelo apoio de muitas mulheres e até de alguns homens que assinaram o pedido de solicitação para a implantação da Delegacia da Mulher.

domingo, 13 de setembro de 2009

Garanhuns e sua história sociologica


Garanhuns cidade serrana, é uma cidade no interior de pernambuco.
Localiza-se na região montanhosa no planalto da Borborema é também conhecida como a Suíça Pernambucana, por causa de seu clima ameno com temperaturas baixas no inverno, atípico para o resto da região. Também chamada de Cidade das Flores ou Cidade da Garoa.
Garanhuns foi a terra natal do atual presidente do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva, que nasceu quando o atual município de Caetés era um seu distrito integrante.
Estando a uma altitude média de 900 metros, seu ponto mais alto é o Monte Magano com 1.030 m de altitude, seu rio mais importante o rio Mundaú. Rica em Agua Mineral, tem a engarrafada Agua Mineral Serra Branca , São Luis e São Vicente.
Garanhuns surgiu simultaneamente às guerrilhas dos escravos quilombolas - as tropas que combatiam os escravos fugidos se instalaram em 1671 na Sesmariados Burgos N.S. do Desterro. A sede da capitania era a Fazenda do Garcia, e posteriormente o Sítio Tapera, adquirido pelo tenente-coronel Manoel Ferreira de Azevedo, marido de Simoa Gomes de Azevedo, neta de Domingos Jorge Velho ( esta que foi a responsavel pela doação das terras para ser formada o municipio de Garanhuns. Em 1878, o deputado provincial Silvino Guilherme de Barros, Barão de Nazaré, visitou a então Vila de Garanhuns, interessando-se pela potencialidade da mesma. Ao retornar a Recife propôs um projeto de lei que elevasse Garanhuns de Vila a Cidade. A Lei, de número 1309, foi sancionada a 4 de fevereiro de 1879.
A cidade destacou-se na agropecuária e no comércio, acelerados pela instalação da Estação Ferroviária a 28 de setembro de 1887 , ligando a cidade a Recife, passando por diversas cidades e vilas do Agreste e da Zona da Mata.
Garanhuns tem varias linhas de ônibus operadas pelas empresas "Progesso", São Geraldo" e "JOTUDE"( empresas intermunicipais), "São Cristóvão" e "Padre Cícero", fazem o atendimento municipal.
Possui uma boa infra estrutura na área da educação, com 59 escolas estaduais, várias escolas municipais o Centenário Colégio Evangélico XV de Novembro, o Santa Sofia, Diocesano, CMA, O Nova Dimensão, Escola Dom Expedito, Santa Maria, entre tantas outras, além das seguintes instituiçoes de ensino superior : (UAG), UFRPE, Clínica de Bovinos, AESGA, Escola Técnica Municipal e em construção a Escola Técnica Federal. Possui um bom intercambio com a midia, recebe os jornais do Estado: Diário de Pernambuco, Jornal do Commercio, A Folha de Pernambuco, os jornais locais são; Senáculo, Correio Sete Colinas, A gazeta, Lingua Solta, Jornal a Cidade.
Emissoras de rádio :
FM
87.90
- 87 FM (Monte Sinai)
100.50 - Sete Colinas
102.30 - Rádio Marano
105.10 - REDE BRASIL (Assembléia de Deus)
AM
550 - Meridional
1.210 - Rádio Jornal
Canais de TV aberta
02 - TV Asa Branca (Globo)
04 - TV Novo Tempo
05 - TV Clube (Band)
07 - Rede TV Recife (Rede TV)
09 - TV Tribuna (Record)
11 - TV Jornal Caruaru (SBT)
13 - TV Pernambuco (TV Brasil)
14 - Rede Vida
22 - TV Nova Nordeste (Esporte Interativo)
Pontos turísticos
O clima de Garanhuns atrai muitos turistas tanto no verão quanto no inverno. Durante o mês de julho, as atividades turísticas se intensificam, devido ao "Festival de Inverno de Garanhuns", realizado desde o ano de 1991. É um dos festivais mais conhecidos no estado de Pernambuco, atraindo artistas e oferecendo shows gratuitos.
Destacam-se vários pontos turísticos, como o Relógio das Flores, o Palácio Celso Galvão, o Parque Euclides Dourado (ou Parque dos Eucaliptos), o Parque Ruben Van Der Linden (ou Parque Pau-Pombo), o Castelo de João Capão, o Cristo do Magano, o Mosteiro de São Bento, o Monumento do Ipiranga, o Seminário São José e as Sete Colinas.

IDH
0,693 médio PNUD/2000 [3]
PIB
R$ 564.875 mil IBGE/2005 [4]
PIB per capita
R$ 4.456,00 IBGE/2005 [4]
A Sua economia e derivada da agricultura, com o fortalecimento da bacia leiteira, do comércio local, com suporte nos funcionários publicos, aposentados e outros.